Pesquisa avalia impactos da pandemia nas organizações sociais


07/07/2020
13:48:30
A a

A Fundação Semear realizou uma pesquisa com organizações sociais do Estado, buscando compreender e avaliar os impactos da pandemia no trabalho desenvolvido pelas ONGs. “É importante ter um panorama regional sobre atuação das ONGs nesse período de pandemia. A Fundação Semear conta com mais de 50 entidades sociais cadastradas em seus programas e  mais do que nunca é necessário a união de esforços para dar conta das demandas sociais apresentadas. O atendimento não pode parar, especialmente nesse momento”, afirma a gestora social da Fundação Semear, Helena Thomé. 
O levantamento apontou que quase 70% das organizações passaram a realizar as atividades de forma remota e que 79% estão realizando a entrega de alimentos para o público assistido, como forma de atender as necessidades emergenciais apresentadas. 
Outro dado relevante é que 50% avalia que a demanda aumentará significativamente no pós pandemia, ao mesmo tempo em que veem os recursos diminuírem: 87% das organizações entrevistadas afirmaram que houve queda na mobilização e captação de recursos e em 38% essa redução foi igual ou superior a 30%.
O impacto imediato nas organizações inclui também a redução da carga horária da equipe em quase 46% das organizações e demissões em 29% delas.
Helena Thomé destaca ainda que “enfrentar o desafio imposto nessa pandemia não tem sido tarefa fácil para nenhum setor da sociedade. Nas organizações sociais, a demanda tem aumentado significativamente porque aumentaram as condições de vulnerabilidade e de exclusão, com a perda de empregos, de fontes de renda e a diminuição das possibilidades de trabalho. Por isso, é importante termos pesquisas como essa, para que possamos pensar, enquanto sociedade, que caminhos podemos tomar para o enfrentamento dessa situação”, finaliza Helena.
A pesquisa foi realizada com organizações que integram os programas sociais da Fundação Semear: Troca de Carinho e Padrinho Legal, além de organizações de Novo Hamburgo, inscritas no Conselho Municipal de Direitos da Criança e do Adolescente, no período de 26 de maio a 8 de junho.
A pesquisa completa pode ser acessada no link http://www.fundacaosemear.org.br/PesquisaONgseCOVID-resultados.pdf ou solicitada pelo e-mail semear@fundacaosemear.org.br.


AGENDA

MANTENEDORES

veja mais